Saiba como escolher o seguro viagem
ideal para seu destino

Escolher o seguro viagem ideal para a sua viagem é uma tarefa que depende de vários fatores. Isso porque além de estar de acordo com as exigências do país que se pretende visitar, a cobertura deve atender ao perfil da viagem e do viajante.

Para entrar nos Estados Unidos, por exemplo, a contratação de um seguro viagem não é obrigatória. Contudo, é bom lembrar que qualquer atendimento médico por lá é muito caro. Por isso, se você não deseja correr o risco de gastar além do esperado, incluir um bom seguro internacional em seu orçamento de viagem é uma ótima ideia.

Já na Europa, a contratação do seguro viagem com cobertura mínima de 30 mil euros é obrigatória para quem pretende visitar e circular livremente entre os 26 países europeus que fazem parte do Tratado de Schengen. 

Nos países da América do Sul, como Argentina, Chile e Peru, que possuem atrativos para viajantes que curtem esportes radicais, o risco de acidentes é bem maior. Assim, é essencial escolher um seguro viagem com boa cobertura. Além disso, vale ressaltar que os sistemas públicos de saúde nesses países podem deixar a desejar e os atendimentos particulares podem custar bem caro.

Existem planos e coberturas diferentes. Por isso, para escolher a que melhor se adequa às suas necessidades, é preciso levar em consideração outras variáveis, como o número de dias da viagem, as condições de saúde e idade do viajante, além do tipo de viagem (turismo, estudo ou trabalho).

Adultos acima de 81 anos e mulheres grávidas costumam ter preços diferenciados para o seguro. Por isso, informe os dados dos passageiros corretamente e não esqueça de verificar se o seguro cobre doenças pré-existentes. 

O seguro viagem não é destinado apenas a viagens internacionais. Investir em um seguro com boa cobertura para despesas médicas hospitalares, despesas odontológicas e farmacêuticas é uma forma de viajar mais tranquilo pelo Brasil. Dependendo da localidade, o atendimento de emergência nos hospitais públicos do país pode ser feito de forma bem precária. Além disso, optar por um seguro viagem com cobertura para casos de perda de documentos, furtos, roubos e extravio de bagagem é imprescindível.